Será que eu preciso de um site?

Se você já se perguntou em algum momento se você precisa mesmo de um site, a série “Site?! Pra quê?!” é pra você. Nessa série, vamos abordar alguns temas explicando a importância de um site e como ele pode te ajudar a alcançar e informar mais pessoas. Bora começar?

Mari, eu já estou presente nas redes sociais, faço posts com frequência, será que eu preciso mesmo de um site?

Não há uma resposta “única” para essa pergunta. Para dizer sim ou não, temos que avaliar muitas variáveis específicas suas e do seu negócio. Mas pra te ajudar a tomar uma decisão com relação a isso, trouxemos alguns tópicos para você avaliar.

No geral, toda empresa deveria estar na internet hoje. Quando pensamos em QUALQUER COISA atualmente, a primeira coisa que nos vem à mente é pesquisar no google se existe, se tem, onde é, etc, não é mesmo? Só por esse fato, o ideal é que sua empresa já estivesse na internet, rsrsrs. Mas, vamos analisar um pouquinho mais afundo essa tomada de decisão.

Independente de você ser super ativa em redes sociais, o ponto principal que devemos pensar para fazer um site é: se a rede social que você mais usa acabar hoje, seu cliente ainda conseguiria te encontrar?

Mari, que dramática. As redes sociais não acabariam. Acabariam?!

Veja bem hahaha, de alguns anos pra cá, algumas redes sociais já acabaram, algumas tiveram seu uso diminuído e outras tiveram grandes alterações na forma que entregam os conteúdos para os usuários.

Quando falamos que um site pode te ajudar com isso é porque você é “dona e proprietária do seu salão de beleza site” e só você pode tomar a decisão do que será exibido nele ou não. Já nas redes sociais, ficamos “à mercê” dos algoritmos e não sabemos nunca quando eles vão mudar.

Tomar a decisão de fazer um site é um passo importante para o seu negócio e, por aqui, nos preocupamos muito que você esteja confortável ao tomar essa decisão. Além de confortável, é muito importante que você também esteja ciente dos resultados que um site pode te trazer.

É importante também que você tenha clareza sobre o seu negócio e seus serviços, pois, sem essa clareza, é bem possível que você inicie o site e ele não seja finalizado (yes! tivemos vários casos de sites parados por meses ou até mesmo abandonados por falta de clareza no projeto).

Tá, Mari, entendi. Mas por que preciso de clareza?

Mais do que tudo, quando um usuário entrar no seu site, seu site precisa responder de forma clara algumas perguntas:

  • QUEM É VOCÊ/SEU PROJETO
  • COMO VOCÊ PODE AJUDAR ESSA PESSOA
  • COMO ELA PODE TE CONTRATAR OU ENTRAR EM CONTATO

Para responder essas perguntas, você vai mergulhar no que você quer para o seu projeto e começar a definir muuuuitas coisas:

  • Como vai contar sua história?
  • Como você pode ajudar essa pessoa e por quê?
  • O que te levou a chegar até onde está hoje
  • Quais são os produtos/serviços que você oferece?
  • Como esses serviços/produtos podem ajudar as pessoas?
  • Como esses produtos/serviços são entregues?
  • Como a pessoa te contrata? Link de pagamento? E-mail? Formulário de contato?
  • Quais as formas de contato estarão disponíveis no seu site?

… e essa lista vai longe 🙂

E é nela, que muita gente trava! Quando a gente não tem clareza do nosso negócio, se torna muito mais difícil desenvolver um site porque não vamos ter clareza também do que queremos explicar. Como explicar algo que a gente não consegue entender ainda também? Então, aqui fica a primeira dica: antes de fazer um site, tenha clareza do que você quer mostrar pras pessoas.

Ah, Mari. Mas eu já tenho clareza do meu negócio. Como o site pode me ajudar, então?

Opa! Que ótimo que você já tem clareza. Então, agora é hora de termos consciência de como o site vai nos ajudar.

Mais do que dizer todos os benefícios de ter um site, é importante termos ciência que um site não vai resolver nossos problemas de uma hora pra outra. Simplesmente fazer um site, não vai nos ajudar a vender mais, ou a ter mais clientes ou ter mais visualizações.

O site é uma ferramenta que vai te ajudar, mas ele, sozinho, é apenas uma vitrine, uma ferramenta. Ele pode te ajudar a facilitar as vendas, a facilitar a entrega de informação, mas é só uma ferramenta “a mais”, um plus.

Pensa comigo: imagina que você vai montar um negócio físico. Aí você vai lá, faz uma loja linda, com uma vitrine incrível mas sua loja fica numa rua escondidinha e ninguém sabe que é lá. Por mais linda e clara que seja sua proposta e sua loja, se você não tiver visitantes, não adianta muita coisa, certo?

Essa ideia serve para o nosso site também: ao montarmos o nosso site, é como se ele fosse uma loja numa ruazinha escondida. Precisamos fazer com que as pessoas cheguem até ele e para isso podemos usar tráfego pago, como anúncio em redes sociais (facebookADS, instagramADS) ou GoogleADS, podemos usar posts orgânicos nas redes sociais, convidando a pessoa a conhecer o nosso site, podemos trabalhar a parte de SEO para que os robôs de buscam saibam que ele “existe” e tem o conteúdo que as pessoas procuram, podemos passar o link de um produto ou serviço que está no site pras pessoas que nos perguntam no whatsapp… enfim! Há muitas possibilidades de gerar tráfego para o site. O importante é você ter consciência que as pessoas precisam chegar até ele.

Saquei, Mari. Agora, conta logo, como ele vai me ajudar, então?

Ahh! Agora que já estamos “de acordo” vamos aos benefícios de um site 🙂

Como o seu site está totalmente ligado à como as pessoas vão enxergar sua marca, ele pode te ajudar a ter mais autoridade, passar mais confiança pras pessoas, mais clareza, tirar dúvidas, contar sobre você e seu projeto, explicar seus “porquês” e facilitar a comunicação entre você e seus possíveis clientes.

A partir de quando o seu site responder aquelas perguntinhas lá de cima (quem é você, como você pode ajudar e como as pessoas entram em contato), você já facilitou demais o caminho pras pessoas chegarem até você, e facilidade é uma das coisas que mais procuramos atualmente, rsrsrs.

Conexão

Além de responder essas perguntas, o seu site deve ter uma identidade visual que diz muito sobre você e seu projeto, por isso, caprichar no design, vai ajudar você a se conectar mais facilmente com seus usuários e a passar a mensagem certa da sua marca para eles. Cores, imagens, textos: tudo está ligado 🙂 Capriche na atenção com esses detalhes.

Comunicação

Seu site pode ser uma ponte na comunicação entre você e seus usuários. Capriche em recursos para ajudar e esclarecer como podem se comunicar com você. E-mail, whatsapp, chat, formulário de contato: use o que estiver alinhado com as suas estratégias e os canais que você vai conseguir dar atenção.

Seu site também pode te ajudar a começar a criar uma lista de e-mail marketing com leads interessados no seu negócio. Crie uma lista de Newsletter para mandar novidades ou até mesmo entregar um presente digital para as pessoas. Use seu site para se conectar com elas e mostrar o que você tem a oferecer.

Conteúdo

Seu site pode ser uma porta para você entregar conteúdos, por meio do blog, para seus usuários. Use e abuse! No blog, poste conteúdos “atemporais” e que mostrem que você domina sobre o tema que você fala. Se você é da área de terapia, por exemplo, pode usar o blog pra explicar sobre técnicas, ferramentas, dar dicas rápidas e trocar informações com as pessoas. Se você é personal organizer, por exemplo, pode falar sobre organização de ambientes, dar dicas de produtos organizadores, etc.

Credibilidade

Use seu site, também, para mostrar depoimentos de clientes que já te contrataram e tiveram resultados legais. Dessa forma, as pessoas sabem que você é real e entrega coisas reais e também que outras pessoas que tem problemas parecidos tiveram resultados com o que você oferece.

Facilidade

Hoje em dia, existem milhares de ferramentas disponíveis pra nos ajudar a facilitar a vida dos nossos usuários e clientes. Desde links de pagamento a uma página de FAQ (perguntas frequentes), de uma página simples a uma página de vendas ou captura, nosso site pode ajudar a facilitar a comunicação e entrega para nossos clientes.


Esse post vai ficando por aqui e, em breve, chega um novo post da série “Site?! Pra quê?!”. Enquanto isso, conta pra gente: quais suas principais dúvidas sobre site?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Oi! Somos as Maris, e aqui nesse Blog criamos conteúdo para descomplicar a tecnologia. Se você é empreendedor digital ou deseja ser: seja bem vindo, esse espaço foi criado especialmente para pessoas como você.

Vamos juntos?!

Para agendar uma demonstração preencha os campos abaixo:
Open chat
Vamos conversar?
Skip to content